Chinesa pode ter duas fábricas no CE

10/07/2017

O Governo do Estado deu início às negociações com a empresa chinesa do setor farmacêutico, China Meheco Corporation, para a instalação de duas unidades da empresa no Estado. A ideia, segundo o assessor especial para Assuntos Internacionais do Estado, Antonio Balhmann, seria instalar uma unidade no Polo Industrial e Tecnológico da Saúde (PITS), no Eusébio, e outra na Zona de Processamento de Exportação (ZPE) Ceará.

O governo articula o financiamento dos projetos com o China Development Bank (CDB). Ontem, representantes do banco e da Meheco visitaram a ZPE e o Porto do Pecém. "A nossa expectativa é de que o banco venha a ser um parceiro do Ceará. E o primeiro projeto seria o financiamento da Meheco. Vamos tentar desenvolver com a Meheco a possibilidade de uma unidade dentro do Polo de Tecnologia da Saúde, onde fariam os componentes e outra unidade na ZPE, para exportação", afirmou.

Ainda sem valores definidos, Balhmann disse apenas que o CDB costuma financiar projetos acima de US$ 200 milhões. "Estamos negociando e não temos valores, mas acredito que seria algo nessa ordem", disse. Para concretizar uma eventual parceria, o governo ainda irá realizar outras reuniões com a empresa para definir o modelo de investimento, o tamanho das unidades para então apresentar a proposta ao banco, disse Balhmann.

"Temos uma possibilidade muito grande de construir e financiar essa atividade. O presidente do banco vai se reunir com o governador para apresentar o conjunto da visão deles sobre o Ceará", disse. Hoje, o governador deve se reunir com representantes do banco chinês para tratar das concessões do Estado.

Fonte: Diário do Nordeste