CSP
Constituída em 2008, a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) é uma joint venture binacional formada pela brasileira Vale (50% de participação), uma das maiores mineradoras do mundo em minério de ferro, e pelas sul-coreanas Dongkuk (30%), maior compradora mundial de placas de aço, e Posco (20%), 4ª maior siderúrgica do mundo e a primeira na Coreia do Sul. Com investimento da ordem de US$ 5,4 bilhões, a CSP é a primeira usina integrada no Nordeste e a trigésima instalada no Brasil. Localizada em uma área de 571 hectares, a CSP integra o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), no Ceará, dentro da primeira Zona de Processamento de Exportação (ZPE) brasileira, fatores fundamentais para garantir ampla competitividade ao produto nacional. A usina, uma das mais modernas do Brasil e do mundo, iniciou a produção de placas de aço em junho de 2016. A produção é voltada para geração de produtos laminados de alta qualidade para a indústria naval, de óleo & gás, automotiva e construção civil. A capacidade instalada é de 3 milhões de toneladas de placas de aço/ano nesta primeira fase do projeto. A CSP é uma indústria moderna, com tecnologia limpa e de ponta que tem como diretriz a sustentabilidade em todos seus aspectos – ambiental, social e econômica. Um dos compromissos da companhia é dar oportunidade para o maior número possível de profissionais do Ceará, sendo que já conta com cerca de 70% de cearenses em seu quadro funcional.

Novidades da AECIPP

03/07/2020
Terminal cearense poderá receber navios conteineiros de até 366 metros de comprimento, embarcações cargueiras que estão entre as maiores do mundo A Marinha do Brasil, através da Capitania dos Portos do Ceará, divulgou a portaria N°21/CPCE que...
03/07/2020
Live acontece no dia 7/7 e também conta com a realização do SEBRAE e da Associação Brasileira de Cimento Portland. O que vai mudar? Quais serão os protocolos da retomada? Como serão as vendas neste primeiro momento? Essas são algumas perguntas...
01/07/2020
De acordo com o estudo da empresa farmacêutica, o antígeno foi capaz de gerar anticorpos contra o novo coronavírus. Em alguns casos, neutralizou o vírus no organismo A vacina contra a COVID-19 pode estar mais próxima. Isso porque os testes...